No artigo de hoje vamos explorar as principais características desta categoria de produtos altamente tecnológicos para proteção de pintura. Buscamos sanar as dúvidas sobre os principais componentes e propriedades dos vitrificadores e dos coatings cerâmicos.

Analisando o segmento de detalhamento automotivo brasileiro, notamos uma larga oferta de serviços para proteção da lataria. A vitrificação e/ou aplicação de coating cerâmico estão entre as proteções de mais alto nível e entregam brilho óptico, propriedades de autolimpeza e dureza.

Os vitrificadores e os revestimentos cerâmicos compartilham uma característica muito importante, ambos têm como substância base o dióxido de silício (SiO2). O dióxido de silício é um mineral composto por dois átomos de oxigênio e um átomo de silício, exibe um alto ponto de ebulição (transição de líquido para gasoso) e é bastante resistente ao calor, apresentando um ponto de fusão (transição do sólido para o líquido) de 1.650º C.

Essa substância pode ser encontrada em quase todo o planeta, já que é bastante comum na crosta terrestre, prevalecendo em regiões rochosas e montanhosas.

Segundo o Health Line, 59% da crosta do planeta corresponde a dióxido de silício e ele constitui 95% das rochas conhecidas em todo o mundo.

A sílica ou dióxido de silício é utilizado também na produção dos mais diversos produtos – de pastas de dente à revestimentos de proteção veicular. Em fato, essa substância é a mais importante para o processo produtivo destes revestimentos. Através dessa conclusão, pretendemos esclarecer quais são as reais diferenças entre os vitrificados e coatings cerâmicos.

Formulação

Em termos de formulação, os revestimentos para automóveis, tanto os vitrificadores como os cerâmicos podem ter a mesma composição, embora existam certas diferenças estruturais. Existem dois tipos de dióxido de silício – o granular, que conta com partículas pequenas e duras, e o cristalino, que possui uma coloração parecida com a do leite, na forma de quartz.

Ambos possuem a mesma composição, mas os átomos são dispostos dinamicamente na sílica granular, ou de vidro. Por outro lado, os átomos estão em estrutura mais ordenada na sílica cristalizada, ou quartzo.

qual a melhor opção?

O revestimento cerâmico é uma boa opção para proteger a pintura do carro contra intempéries, riscos, poeira, manchas etc. A proteção é muito mais forte e durável que um revestimento de cera, e diferente da cera, esses revestimentos requerem tempo de cura para que a ligação à tinta seja sólida e completa. Esse tipo de revestimento também apresenta a característica de alto ângulo de contração de gota, o que permite uma repelência incrível para lataria.

Por outro lado, o revestimento de vidro se solidifica de maneira quase imediata a pintura, o que requer um maior cuidado no momento da aplicação, para que o revestimento não endureça e se torne um problema para remoção ou possível correção. O carro será protegido contra diversos elementos químicos e danos provindos do ambiente.

Para os dois casos, alguns riscos e arranhões podem surgir na pintura do seu carro diariamente, portanto é necessário um maior cuidado deste bem adquirido, que representa um investimento elevado e que requer uma manutenção regular para mantê-lo na melhor forma possível. Para proteger contra esses possíveis danos ao seu carro, você poderá aplicar um bom revestimento para manter a superfície lisa e brilhante.

DETALHES TÉCNICOS

Quando as pessoas pensam em vidro, geralmente pensam em materiais transparentes comuns, como janelas de prédios e carros. No entanto, estritamente falando, o termo vidro descreve um estado da matéria onde as partículas dentro de um material são dispostas aleatoriamente. A definição de vidro dada pela ASTM (Sociedade Americana da Associação Internacional de Ensaios e Materiais) é a seguinte: “o vidro é um produto inorgânico, amorfo, desenvolvido através de resfriamento rápido”. Por essa definição, os metais resfriados rapidamente também podem ser considerados vítreos. Assim, termos como vítreo e amorfo tendem a descrever um material com estrutura atômica disposta aleatoriamente. Isso te entediou? Nós quase dormimos para escrever rsrsrs….

detalhes técnicos reais

Existem algumas diferenças estruturais entre o vidro e a cerâmica em escala atômica, embora possam ter exatamente a mesma composição em termo de substâncias. Por exemplo, o vidro de sílica tem a mesma composição que o quartzo (sílica cristalizada). No entanto, no vidro, os átomos são organizados dinamicamente; enquanto os cristais de sílica ou quartzo possuem uma estrutura muito ordenada. É possível transformar um copo em cerâmica; aquecendo-o. Isso permite o rearranjo da composição para uma estrutura ordenada e mais estável que a desordenada.

e quais as semelhanças?

Embora cada revestimento de proteção de pintura tenha características próprias, existem muitas semelhanças que podem ser percebidas em diversos setores, independentemente da marca.

Revestimentos de vidro e revestimentos cerâmicos são uma maneira recente e revolucionária para proteger a pintura do veículo. Esses revestimentos separam a pintura e as superfícies internas do veículo dos elementos agressivos do ambiente. Ambos possuem características únicas quando usados ​​como revestimento veiculares e possuem alta capacidade de se ligar fortemente à pintura do carro e não podem ser removidos usando métodos regulares, como descontaminação.

qual devo antes escolher?

Ao contrário do mito do marketing, todos os revestimentos têm sua vida útil e, eventualmente, precisarão de reaplicação. O jeito certo de garantir o efeito duradouro é escolher produtos com procedência de grandes fábricas e engajar profissionais que possuem conhecimentos técnicos aprofundados sobre como tratar seu veículo corretamente, e alguns casos através da manutenção regular do revestimento.

É importante frisar que ambos os tipos de revestimento funcionam, pois exigem uma grande preparação antes da aplicação. É crucial que todos os contaminantes sejam removidos para garantir que as ligações do revestimento com a pintura ocorram conforme o esperado. A limpeza completa é alcançada através dos processos de lavagem, descontaminação com clay, polimento do carro e desengorduração com produto específico.

Outra informação importante na hora de comprar um revestimento é o prazo de validade do produto após aberto, alguns destes produtos endurecem muito rápido após o contato com o ar, ou seja, te obrigam a aplicar toda a quantidade da embalagem em um único dia. Caso você esteja procurando um produto que possui maior durabilidade após aberto, opte pelas proteções nano cerâmicas.

Gostou do artigo? Para outros conteúdos e dicas legais acompanhe o nosso blog. Siga também nosso Facebook e Instagram.

Deixe seus comentários e sugestões abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *